eu nasci com dose não recomendada de amor

 

pra quê medo de ter apartamento invadido quando arrombado está o coração? o que entraria pela janela dá medo. mas o que entra pela porta escancarada arranca pedaços cor de rosa. onde vamos, meu bem? ou melhor, meu bem, não me diga. puxe-me pela mão e o caminho é a surpresa que eu quero comprar, pagando a careza que for. nunca foi tão fácil entrar aqui, onde tudo é célula e só. partículas integrantes de álcool e ervas. e ervas frescas molhadas. orvalho é o que sobra de orgias botânicas. é permitido amar sem crer. você chega, eu sei quando. você foi, não faço ideia.

 

Anúncios

2 Comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s