Subindo escadas desenrolantes

 

Cenas de tombos meus

escadas, vãos, bueiros

 

Vontade e medo de cair

de mim mesma

(deste alto rasteiro)

 

Há sempre um tombo inevitável em mim

 

Pensam eles que não me machuquei

só porque meu sangue escorre por dentro

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s