Monthly Archives: Junho 2013

é mais perto que o perto

corri enquanto corria também a escada. competíamos. cheguei ao topo e vi um salão de chão brilhante. chão desses que muitas pessoas limpam, tantas vezes por dia. então subitamente eu esqueci a razão da pressa. uma vida tão cheia de … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 2 comentários

Quem é que ainda crê?

  Confiar e compreender são os verbos mais nobres possíveis aos seres humanos.  Possíveis? Praticáveis? Acreditar também é lindo conjugado no presente. Mas passou…  

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

quero ser do avesso

  grita de dentro uma dor aguda. pontiaguda dor. como se o exército todo estivesse. há tempos. a postos. dentro de mim. e a batalha silenciosa faz sangue. muito sangue. cicatriza. e ninguém vê.  

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Subindo escadas desenrolantes

  Cenas de tombos meus escadas, vãos, bueiros   Vontade e medo de cair de mim mesma (deste alto rasteiro)   Há sempre um tombo inevitável em mim   Pensam eles que não me machuquei só porque meu sangue escorre … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

logo penso logo amo logo inexisto

    das poucas coisas elementares que eu ousei saber um dia sobrou-me este amor tão não sabido    

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário