Monthly Archives: Novembro 2012

Pensar…

  é a única coisa que eu consigo (e insisto) em fazer sem coffebreak.   Though it’s fucking tiring!      

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

o amor é ligeiramente infinito

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Adapte-se à luz!

  Edward Hopper, comovido com meu drama, escolheu como tema para um de seus famosos quadros a influência do Rio de Janeiro na minha vida. A obra intitulou-se “Room by the Sea”. Não se sabe nunca qual é a dose … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Eu tinha os dedos ocupados. Pedi a Adélia que me fizesse um bolo.

“Queria mais um amor. Escrevi cartas, remeti pelo correio a copa de uma árvore, pardais comendo no pé um mamão maduro – coisas que não dou a qualquer pessoa – e mais que tudo, taquicardias, um jeito de pensar com … Continuar a ler

Publicado em Art turns Life into something you can get away with, Uncategorized | Deixe um comentário

enfim, um exercício sincero!

  aprender a viver com a solidão que é viver  

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Tem tanta coisa inacabada dentro de mim

Publicado em Uncategorized | 2 comentários

Rendez-vous, mamú!

  Uma amiga conversava comigo sobre esta teimosia do desejo, insistente em procurar o que o racional deliberadamente já recusou. Ela se sentia revoltada e repetia: – Como pode o ser humano, o único animal racional, ceder assim pro seu … Continuar a ler

Publicado em cangote | Deixe um comentário