Feliz Aniversário, Perspicácia!

Sutileza. Escudo. Tanque de guerra. Sutilezas devoram. Movem o mundo. Oblíquas. Toscas. A decepção que me persegue há décadas é a convivência com pessoas que não se assumem. Olhares não assumidos. Significados rastejantes. Beliscões e empurrões quando a mãe vira as costas. Ninguém nunca sabe quem mora ali, naquele casebre de sombras. Eu também me diplomo em sutileza. Mas não me aproprio de suas facetas escuras. Não a quero como escudo ou espada. É a persuasão camuflada. Que roupa usa a maldade? Que tons preferidos? São justas as blusas? Decotadas? Isso é roupa pra verdades. Discutir com o sutil é pontuar gás carbônico a olho nu. Esgota e não respira. Eu vou sorrir mole minha obviedade quando acabar nossa conversa invisível. Sorriso frouxo. Densa a leviandade do orgulho…

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Tá na hora do cuco sair de casa!. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s