Poeira é coisa estável de dar inveja!

 

Coloquei o concurso de molho na água sanitária pra clarear a visão do mundo. Enquanto se processava, eu fiz muita coisa. Pintei parede, abandonei salto alto, assumi as roupas largas e sem “sual”. Desisti dos planos mirabolantes para organizar vidas alheias. Não me canso mais plantando felicidade em solo hostil. Comprei mesa reciclada. Reciclei caixotes de madeira abandonados nos fundos de restaurantes. Desenhei palavras em partes inusitadas da casa. As palavras são a casinha de chaminé soltando fumaça que aprendi a desenhar quando pequena. Tive folga do trabalho e podia ter brotado escrita. Podia e devia. Mas isso de dever é praga e não broto. O resultado foi resultado nenhum. Palavra não vem quando é convidada VIP. Ela desdenha este mundo de convites e acha que arte não tem grade. Arte não tem grade e show de violonista como Yamandú devia ter sido na praça. Violão pra libertar o ar. Devia ter sido, mas não foi. Não podia. Eu mudei também isso de aceitar convite pra festa de gente muito sual de salto alto e roupas etiquetadíssimas. Não vou, amiga. Não vou porque não quero mesmo. Não preciso mais ficar doente, nem ter outro compromisso. Posso simplesmente ficar sozinha em casa, olhando pro teto mal pintado. Mas não vou, sorry! Agora eu cobro empatia com a música, com a dança e com a energia do lugar. Os problemas familiares persistem e ainda dão câimbra, quando em vez. Mas eu já tenho uma estante que separa os do pai, da mãe, do tio, da prima, da avó, do cachorrinho. E os meus ficam no caixote. Reciclado. Mas eu rezo do meu jeito de rezar sem nome de santo. Rezo para que cada um que é gerente de seus problemas tenha força e vontade pra dissolvê-los. Rezo para cada pessoa a minha volta ser feliz por si só. E não quero ninguém dependendo de mim. Um dia um bebê. Um dia uma criança e um adolescente. Depois ninguém. Antes e durante. Oh felicidade que seria ver minha mãe saltitando de tênis na Praça São Marcos. Espantando os pombinhos com as mãos… Eu ainda tenho sim, eu sei, muita coisa de outras fases minhas. Tenho uma essência cambiante. Vibra. Eu voltei a dançar, eu escrevo quase todo dia. Eu terminei uma história infantil (mas não terminei, também. Complicado demais pra este post). Eu disse não pra homem que não me apetecia. E tive vontade de repetir prato da boa lembrança. Eu fiz amor casual e nem foi casual. Foi muito causal. Preconceito e preocupação depositados no cestinho que desce o rio. Eu pari um bocado de coisa pro molho ficar transparente. Tô aqui ainda, admirando a bacia de água que esconde a nova cor da roupa seca e vestida no corpo. Eu continuo numa fase muito incipiente de mim mesma…

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Tá na hora do cuco sair de casa!. ligação permanente.

2 Responses to Poeira é coisa estável de dar inveja!

  1. Travelling Salesman diz:

    “Coloquei o concurso de molho na água sanitária pra clarear a visão do mundo. Enquanto se processava, eu fiz muita coisa. Pintei parede, abandonei salto alto, assumi as roupas largas e sem “sual”. Desisti dos planos mirabolantes para organizar vidas alheias.”

    De longe o que eu mais gostei de ler!

    “Arte não tem grade e show de violonista como Yamandú devia ter sido na praça. ”

    De longe você estava quando o Yamandu tocou na praça do Papa com o Paulo Moura, bons Chorinhos.
    De longe ainda não te conhecia quando o Yamandu tocou na praça da Liberdade musicas proprias e espanholas.

    “Agora eu cobro empatia com a música, com a dança e com a energia do lugar. Os problemas familiares persistem e ainda dão câimbra, quando em vez. Mas eu já tenho uma estante que separa os do pai, da mãe, do tio, da prima, da avó, do cachorrinho. E os meus ficam no caixote. ”

    De longe eu te falo que isso vai te fazer e espero mesmo que faça muito bem!

    E de longe eu digo, este é o melhor post do blog.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s