Conjugando o pensamento

 

 Eu queria um dia na vida não pensar em nada

Nadica de nada

 

Nesse dia a gente ia fazer amor repetido, contínuo, exponencial

(O pudor em viagem de férias com o pensamento)

 A gente o dia todo só amando e sentindo

Indo, endo e ando…

 

Mas aí, só de pensar no dia seguinte: ai ai!

Aí, os outros-todos-tantos dias seguintes, meu Deus!

O que seriam se não o pensar

O pensar-lembrar num ontem insano?!

 

Preocupar é um futuro imperfeito inventado

Lembrar é um pretérito que mais perfeito se faz

O verbo é sempre pensar

Conjugado, ele ama!

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s