Monthly Archives: Fevereiro 2012

Sou maré

 Hoje a Lua visitou o Cristo O dia acabando, o escuro chegando Os dois iluminados, de prosa pro ar   Platéia honrada, eu  me curvo crescente   Beijo a mão do Rio, peço-lhe a benção  

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Amadora

  Vez ou outra eu perco ou confundo o nome de alguma palavra. Ela vem chegando sorridente pra me cumprimentar e eu sofrendo internamente, desesperada pra me lembrar de onde eu a conheço, o que ela faz, e – pelo … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

oo00OO

  Eu escrevo bulhufas em forma de letras E só eu que entendo bulhufas Entendo  

Publicado em Uncategorized | 2 comentários

Conjugando o pensamento

   Eu queria um dia na vida não pensar em nada Nadica de nada   Nesse dia a gente ia fazer amor repetido, contínuo, exponencial (O pudor em viagem de férias com o pensamento)  A gente o dia todo só amando e … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Confete molhado é lama

    Quem passa depois do bloco pra varrer a leviandade? Quem passa? O gari era de fantasia E pode ter sido euzinha quem fantasiou…  

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A lágrima da colombina que não chorou

  O carnaval acabou. Foi embora desfilando sua alegria leviana e envolvente, já sem seus adereços e de maquiagem escorrendo pela face suada. Em mim ficou alguma purpurina pregada na garganta, e isso tem me atrapalhado na hora de engolir. … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Flibbertigibbet

  São ideias demais Pipocas nascendo no terceiro minuto de microondas Simultâneas, múltiplas Perdem-se na inviabilidade da descrição Na atecnia do desenho Na vida mal-resolvida da pseudo-dona Matrículas sempre abertas para os cursos de produção literária, design de interiores, salsa, corte e … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário