Contabilizando

Comprei Moraes, Drumond, Pessoa, Lispector, Sabino, Rodrigues, e tantos outros de quem eu me afastara há tanto tempo. Li e reli com um prazer adormecido eles e outros que pegaram carona. Ouvi músicas que me acariciaram e acalentaram como um colo de mãe, e outras tantas que me quiseram pular e dançar só pra você.  Assisti, por sua indicação, filmes inesquecíveis e formidáveis cujos nomes não me recordo, ainda assim. Talvez até você, de tão duradouro, seja esquecido um dia. E por isso já agradeço as sementinhas que plantou no meu jardim, e que combinam tanto com as plantas que eu deixara secar e com as flores que eu permitira murchar. Você enxergou minha essência tão soterrada e lhe deu um banho de sol, e regou, regou… Obrigada por desabrochar em mim coisas boas e profundas, em que pese a leviandade do que fomos nós dois.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

3 Responses to Contabilizando

  1. Quando o melhor do encontro é se redescobrir…

  2. angelina diz:

    Lindo lindo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s