Monthly Archives: Setembro 2011

No entre

  Sou um balão cor de rosa. Meio cheio, meio murcho de um hélio chato. Chato o suficiente para me deixar assim: no entre. Ligo-me ao mundo por uma fita comprida e fina, enroscada nos dedinhos gorduchos de uma criança … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Para o penúltimo

Um dia te mostro o mundo que eu escrevo Um dia escrevo um mundo pra te mostrar Afinal só você compreenderia o que eu sinto Só contigo minhas palavras parecem conversar Complicado ser poetisa de um leitor só Ter que … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Excursão

Se a gente pensar bem, percebe que o maior medo que tem é da solidão. Não é o da morte. O que tememos na morte é a solidão aparentemente eterna que ela representa, e no fundo cultivamos a esperança de … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Ménage a trois

Meu bem, temo que não me encontres mais quando voltares e se   De tanto esperar, me fundi à saudade   Eu, que a tinha como confidente fiel e eterna e admirava seu dom divino de lapidar no distante a perfeição … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Não perturbe

Oh, consciência das contas! Vê se me deixa; não quero estudar agora… Fugi das exatas, me agarrei às humanas, mas parece que não saí do lugar. Você me acompanha como uma boba. Deixa-me um pouco no sonho. Das leituras sem hora, das … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Por todos os dias de nossas vidas

  Em um tempo atrás, quando tudo era difícil, faziam-se juras de amor   Juras de amor e cuidado eternos   Era o que se fazia enquanto a espera, angustiante, torturava corações e músculos   E a vontade crescente do … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Auto-piedade

  Que tristeza infinita esta de acreditar que você ainda chega Ou que pelo menos ainda liga   Que tristeza infinita esta de admitir pra mim mesma que você não volta E que não há desculpa que conte Você simplesmente não … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário